NOTÍCIAS

 
Minc lança edital para produtores negros

A ministra da Cultura interina, Ana Cristina Wanzeler, lançou, no dia 13/11, o edital "Curta afirmativo 2014: protagonismo de cineastas afro-brasileiros na produção audiovisual". As inscrições estão abertas até 30 de janeiro de 2015.

 

Com investimento de R$ 3 milhões, a proposta é apoiar a produção de obras nacionais inéditas dirigidas ou produzidas por negros. A iniciativa premiará 34 obras, 21 curtas-metragens com temática livre e 13 média-metragens que abordem a cultura de matriz africana. O apoio financeiro varia de R$ 100 mil a R$ 125 mil respectivamente.

 

Os interessados podem se candidatar pela internet, ao acessar o sistema SALICWEB. As obras audiovisuais deverão ser inscritas por pessoas físicas autodeclaradas negras (pretos e pardos, de acordo com as categorias do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE), brasileiros natos ou naturalizados, que se apresentem obrigatoriamente como diretores ou produtores.

 

PARA MAIS INFORMAÇÕES, CLIQUE AQUI.

Conheça os filmes premiados no 1º FAVERA

No dia 23/11, aconteceu a cerimônia de premiação do 1 FAVERA - Festival Audiovisual Vera Cruz, realizado pela É Nóis Ki Tá Produções. 

 

O Júri foi composto pela Cineasta e Produtora Fabiana Assis, pelo Rapper e Produtor Audiovisual Prettu Joe, pelo Historiador Cultural, Músico e Produtor Audiovisual Roberto Pacheco, e pelo Ator, Cantor e Produtor Audiovisual Ítalo Moreira.

 

Mais informações: http://enoiskitaproducoes.wix.com/favera2014

 

 

PREMIADOS - Mostra É Nóis Brasil:

 

- Melhor Ator: Alexandre Júnior - A partir do final - RIO DE JANEIRO

 

- Melhor Atriz: Lucrécia Forcione - Carne - PERNAMBUCO

 

- Melhor Produção: Bruno Cucio e Vinícius Toro - Até onde - SÃO PAULO

 

- Melhor Trilha Sonora: Geovani Maia - Blaxploitation - a rainha negra - GOIÁS

 

- Melhor Som: Andrewis Gomes e Yuri Rodrigues - Luthier do PVC - RIO DE JANEIRO

 

- Melhor Arte: Bianca Guedes - A partir do final - RIO DE JANEIRO

 

- Melhor Fotografia: Eduardo Freire - Caixa d'água: qui-lombo é esse? - SERGIPE

 

- Melhor Roteiro: Daniel Calil e Fábio Rezende - Mais uma vez - GOIÁS

 

- Melhor Direção: Emanuel Dias e Felipe Lavorat - Quando eu crescer - PARAÍBA

 

- Melhor Experimental: Serra - Fernanda Abdo e Victor Alves - MINAS GERAIS

 

- Melhor Animação: Hotel Farrapos - Lisandro Santos - RIO GRANDE DO SUL

 

- Melhor Documentário: O Rap pelo Rap - a introdução - Pedro Fávero - SÃO PAULO

 

- Melhor Ficção: Até onde - Bruno Cucio e Vinícius Toro - SÃO PAULO

 

- Melhor Filme Júri Oficial - Até onde - Bruno Cucio e Vinícius Toro - SÃO PAULO

 

- Melhor Filme Júri Popular - Severo - Danilo Baracho - PERNAMBUCO

 

- Menção Honrosa - A ditadura da especulação - Zé Furtado - DISTRITO FEDERAL

Justificativa da Menção Honrosa: "Trata com coragem temas atuais como a luta por terra, direito indígena e violência policial".

 

 

PREMIADOS - Mostra É Nóis Goiás:

 

- Melhor Ator: Jonatas Tavares - O ESQUEMA

 

- Melhor Atriz: Verissa Noleto - SEM VOCÊ

 

- Melhor Produção: Larissa Fernandes - JULIE, AGOSTO E SETEMBRO

 

- Melhor Trilha Sonora: Bruna Mendez - UMA CARTA PARA HEITOR

 

- Melhor Som: Thais Oliveira - SEM VOCÊ

 

- Melhor Arte: Benedito Ferreira - TRAVESSIA

 

- Melhor Fotografia: Naji Sidki - NOSTALGIA

 

- Melhor Roteiro: Matheus Leandro - O ESQUEMA

 

- Melhor Direção: Jarleo Barbosa - JULIE, AGOSTO E SETEMBRO

 

- Melhor Experimental: DÚPLICE - Leon Junqueira

 

- Melhor Animação: DESTIMAÇÃO - Ricardo de Podestá

 

- Melhor Documentário: EU KALUNGA - Clusemar Machado, Henrique Borela e Yuri Moreno

 

- Melhor Ficção: JULIE, AGOSTO E SETEMBRO -  Jarleo Barbosa

 

- Melhor Filme Júri Oficial: JULIE, AGOSTO E SETEMBRO -  Jarleo Barbosa

 

- Melhor Filme Júri Popular: HISTÓRIA DE GUERRA - Rildo Farias

 

- Menção Honrosa: É UMA VEZ - Ludielma Laurentino

Justificativa da Menção Honrosa: "Pela delicadeza na abordagem de seu tema".